AcessóriosCâmeras

Entenda Como Tirar Maior Proveito dos Cartões de Memória de Sua Câmera

Cartões de memória devem receber tanta (ou mais) atenção quanto a própria câmera, baterias e lentes que você utiliza para gravar seus vídeos, pois é neles que estarão todo o conteúdo gravado que, em determinados casos, caso sejam danificados, corrompidos ou não receberem a atenção essencial, poderão ser inutilizados e você correr o risco do retrabalho entre uma série de outras consequências prejudiciais ao seu trabalho.

Aviso

Alguns links neste artigo podem conter links de afiliados, que podem fornecer uma pequena comissão para mim sem nenhum custo adicional para você caso decida adquirir algum produto aqui recomendado. Como participante do Programa de Associados da Amazon, sou remunerado pelas compras qualificadas efetuadas. Este site não se destina a fornecer nenhum tipo de garantia financeira e qualidade de produto adquirido e tem como caráter principal a informação, o conhecimento e o entretenimento, ficando, portanto, isento de qualquer tipo de responsabilidade/resultado obtido pelo(a) comprador(a) dos produtos aqui recomendados. Assim, todo e qualquer problema, terá que ser contatado e resolvido diretamente com o vendedor. Os direitos autorais e marcas registradas dos produtos aqui recomendados são de propriedade de seus respectivos donos. Para mais informações, leia a Política de Privacidade.

Para gravar seus vídeos com a segurança adequada dos arquivos é preciso que você possua cartões de memória confiáveis e de boa qualidade. E mesmo assim existe o risco de perdê-los por descuido ou má conservação dos mesmos.

Existem dezenas de marcas de cartões de memória no mercado, mas entre algumas das marcas mais populares para DSLR e mirrorless estão Kingston, SanDisk, Sony, Transcend e Lexar.

É fundamental que você armazene seus cartões de memória com segurança quando não os estiver utilizando. 

Guarde-os em locais apropriados como porta-cartões, mantenha-os sempre livres de poeira e evite o contato manual com o chip.

É importante fazer marcações no porta-cartões para identificar cartões usados e cartões vazios para evitar o risco de formatar algum material gravado que ainda não foi utilizado. 

Alguns porta-cartões comportam cartões de vários tamanhos (como CF, XQD, SD, micro-SD) ao mesmo tempo. Por isso, na hora de comprar um porta-cartões, verifique a especificação de cada um deles.

Porta Cartões de memória

Porta-cartões de memória

Cartões de memória SD

Memory stick Sony, micro SD e leitores de cartão micro SD

Dependendo do modelo de sua câmera e do tipo de cartão compatível, marcas, classe, capacidade e velocidade de leitura farão a diferença na hora de gravar e transferir os arquivos para o seu computador.

Conheça alguns tipos de porta-cartões de memória para mantê-los mais seguros, organizados e protegidos:

Confira alguns dos tipos mais comuns de cartões de memória para DSLR, mirrorless e camcorders abaixo:

Suas capacidades de armazenamento podem variar desde 4GB até 2TB. No entanto, cartões de 32GB, 64GB e 128GB são mais recomendados para gravações do dia-a-dia, pois, além de atender a maior parte das necessidades de vídeos de curta e média duração mesmo em Full HD (1920 x 1080), utilizar cartões acima de 128GB pode ser arriscado no caso de perda, danos na mídia física ou extravio do cartão, já que, em cartões de alta capacidade de armazenamento, tendemos a descarregar o cartão com menor frequência para o computador, o que pode ocorrer o risco de perda do material bruto caso estes contenham várias horas de trabalho. No caso de cartões com capacidades menores, a perda, se houver, será menor.

Portanto, sempre faça BACKUP!

Inserindo cartão SD no computador

Ao gravar por várias horas, é recomendado que faça backup dos arquivos do cartão em seu computador (quando disponível) através de leitores externos de cartão via cabo USB (quando não houver entrada para cartão no próprio computador) e evitar que o cartão atinja sua total capacidade, já que em algumas câmeras não é possível inserir dois cartões de memória ao mesmo tempo, diferentemente das Sony HXR-NX100, Nikon Z5 e a Sony a7 III. Nesse caso, precisará remover o cartão cheio e inserir um vazio para retomar a gravação.

Veja alguns leitores de cartão de memória para transferência de dados para o computador:

Sempre que utilizar um cartão de memória em uma nova gravação, é recomendável que formate o cartão (após transferir seus arquivos da última gravação para seu computador) dentro da própria câmera para que, ao iniciar uma nova gravação, sua câmera entenda que ela está pronta para receber os arquivos compatíveis com o modelo.

“Procure sempre formatar o cartão de memória dentro da própria câmera ao invés de formatá-lo no computador.”

Evite misturar arquivos de cartões de memória que possuam arquivos variados como fotos e arquivos de texto com os arquivos de vídeos gerados pela câmera. 

Em alguns casos, os diferentes formatos de arquivos (.jpg, .PDF, .doc, .xls, etc.) poderão entrar em conflito com os arquivos de vídeo bruto da câmera (.mov, .mp4, .mxf, .avi), impedindo-os de serem lidos em seu computador e/ou na própria câmera. Dedique cartões de memória específicos para sua câmera quando for gravar seus vídeos.

Confira a variedade de cartões memória para os mais diversos tipos de câmeras digitais:

Existem também os cartões de Classe UHS 1 e 3 (para uso mais profissional), sendo estes mais rápidos e encontrados em cartões do tipo SDXC e SDHC com 10 e 30 MB/s. Os cartões mais indicados para gravação de vídeos no formato Full HD são os Classe 10 e acima conforme a Associação SD.

No entanto, é importante verificar no manual de sua câmera qual o tipo de cartão aceito e a velocidade mínima compatível para melhor desempenho evitando mensagens de erros e/ou danos ao cartão e em sua câmera.

Caso sua câmera ofereça a opção de gravação em 4K, é importante utilizar cartões de memória de alta velocidade como os UHS Class mesmo que você opte por gravar em HD ou Full HD. O importante é não utilizar classes de cartões com velocidade inferior ao formato de gravação escolhido.

Uso de cartões de memória para armazenagem de arquivos de vídeos

Quando se trata de gravar vídeos com câmeras digitais, a escolha do cartão de memória certo desempenha um papel crucial na qualidade e na experiência geral da captura de vídeos.

Cartões de memória para câmeras digitais de boa qualidade oferecem velocidades de gravação rápidas e consistentes conforme citado aqui, permitindo que a câmera grave vídeos em alta qualidade sem interrupções.

A velocidade de gravação adequada é particularmente importante ao gravar vídeos em resoluções mais altas, como 4K ou vídeos em câmera lenta com altas taxas de frames como 120fps e acima, que exigem uma taxa de transferência de dados maior.

Cartões de memória de alta qualidade são conhecidos por sua confiabilidade e durabilidade. Isso significa que você pode armazenar arquivos de vídeos com a tranquilidade de que eles estarão seguros. A possibilidade de perda de dados é reduzida (desde que mantidos os cuidados necessários), proporcionando mais segurança para o seu fluxo de trabalho.

Além disso, cartões de memória de qualidade são menos propensos a falhas ou corrupção de dados, garantindo que você não perca os arquivos de vídeos devido a problemas com o cartão e também por serem projetados para facilitar a transferência de arquivos para o seu computador ou dispositivo de edição.

A alta velocidade de transferência dos cartões de memória de qualidade acelera o processo de transferência dos vídeos para o seu computador pois influencia na velocidade com que você pode acessar e manipular os arquivos.

Ao gravar vídeos, especialmente em situações de ação rápida ou eventos em sequência, é fundamental ter um cartão de memória capaz de suportar capturas contínuas e sem interrupções.

Padrão de cartões de memória para gravação de vídeos

Por conta de variedade de fabricantes de cartões de memória, pode haver discrepâncias em relação à velocidade apresentada por cada marca e modelo.

Como as taxas de frames dos vídeos que gravamos variam entre 24, 30, 60, 100, 120, entre outras, é preciso que o cartão tenha consistência na velocidade com que grava cada quadro sem que ocorra perdas mantendo o processo de gravação linear.

De acordo com a SD Association, podemos encontrar quatro tipos de velocidades:

  • Speed Class
  • UHS Speed Class
  • Vídeo Speed Class
  • SD Express Speed Class

Os símbolos com a denominação acima juntamente com um indicativo numérico indicam a velocidade mínima de gravação sendo uteis para dispositivos capazes de gravar vídeos sendo os mais indicados para gravação de vídeos 4K e 8K o Video Speed Class e o SD Express Speed Class.

Este vídeo ilustra de forma introdutória uma visão geral do padrão Vídeo Speed Class.

Como identificar cartões SD Video Speed Class

Os cartões de memória SD Vídeo Speed Class podem ser identificados para denominação “V”.

Os mais comuns são: V6, V10, V30, V60 e V90.

De acordo com a classificação dos cartões Video Speed Class, para gravação de vídeo em HD e Full HD e taxa de frames 24, 30 e 60, os mais indicados são V6, V10, V30 e V60; para vídeos em 4K UHD e taxa de frames 60 e 120, os mais indicados são V6, V10, V30 e V60; e para gravação de vídeo em 8K UHD e taxa de frames 60 e 120, os mais indicados são V60 e V90.

Cartões de memória Video Speed Class V60 em destaque:

Para maiores detalhes sobre os cartões SD para gravação de vídeos, confira o site da SD Association (em inglês).

Fita MiniDV vs. Cartões de Memória

Fitas MiniDV são mídias de gravação no formato vídeo digital (Digital Video) e que deram início a evolução na gravação de vídeos em fitas cassete digitais.

Essas fitas ainda são utilizadas em câmeras compatíveis como a Sony HVR Z5, Sony DCR-VX1000 e a Canon XL1. Porém, a maioria das câmeras atuais aceitam apenas cartões de memória SD ou similares.

Algumas das câmeras que utilizam essa tecnologia já estão descontinuadas, ou seja, fora de linha, pois com o advento dos cartões de memória SD, drives SSD, entre outros recursos de armazenamento, tornou-se obsoleto o método de transferência dos arquivos da câmera para o computador via fita cassete.

Por outro lado, o tempo de transferência dos arquivos de um cartão SD é incomparavelmente mais rápido, mesmo contendo arquivos mais pesados e mais tempo de gravação.

Fita Mini DV

Fitas DV 8mm utilizadas em câmeras camcorders digitais

Além disso, o tamanho das fitas MiniDV ocupavam um certo espaço físico na mala e acabavam sendo mais um item para transportar, ao passo que se pode levar um pequeno estojo com 5, 10 ou mais cartões de memória ocupando um espaço menor do que fitas MiniDV.

Outra vantagem em utilizar cartões de memória SD ou similares no lugar das fitas cassetes é a manutenção da qualidade dos arquivos. Ao copiar diversas vezes um arquivo digital, dificilmente haverá perda de qualidade do material bruto.

Já, as fitas cassetes, cada vez que são copiadas, a perda de qualidade vai aumentando conforme o número de cópias feitas. Por isso, caso esteja utilizando fitas, é importante digitalizá-las assim que tenha terminado suas gravações para que possa utilizar o arquivo bruto no formato digital da maneira que precisar.

Velocidade vs. Compatibilidade vs. Desempenho

A velocidade de transferência dos dados de vídeo de cada cartão de memória é outro fator importante a ser considerado na hora de comprá-los, ainda mais quando houver a necessidade de transferir vários cartões de memória para um notebook ou HD externo em pouco tempo.

Isso acontece em eventos como casamentos, shows ou palestras onde três ou mais cinegrafistas capturam imagens e, ao final da gravação, todos os cartões precisam ser descarregados para um único HD como backup

Por isso, sempre que possível, prefira cartões com velocidade de leitura como 95, 120, 150MB/s e acima para ter, assim, uma velocidade de transferência razoável, já que, na maioria das vezes, a velocidade de leitura é mais rápida que a velocidade de transferência.

Cartão de memória SDXC em destaque:

Para que os cartões possam ser lidos corretamente e os arquivos transferidos de forma mais precisa para o computador, é importante atentar-se para o tipo de leitor de cartão de memória que irá utilizar. 

Existem leitores de cartões que afirmam lerem mais de 20 tipos de formatos, mas em alguns casos, acabam não reconhecendo seu tipo de cartão ou danificando seus dados e perdendo todo o conteúdo. 

Em regras gerais, prefira leitores mais rápidos, pois apesar de serem um pouco mais caros, são os que trarão maior flexibilidade e agilidade no processo de transferência dos arquivos do cartão para o computador.

Transferência de Cartões de memória

Leitor universal de cartões de memória

Caso não possua um leitor de cartões externos ou entrada para cartão em seu computador, poderá transferir os arquivos através de cabo USB dependendo do modelo de sua câmera. Alguns fabricantes até recomendam que a transferência seja feita com o cartão de memória dentro da própria câmera para o computador através de cabo e, às vezes, utilizando programas específicos do próprio fabricante.

Conclusão

Não é uma questão de preço ou marca que você deve se basear na hora de escolher o cartão de memória para sua câmera, mas sim qual o melhor em termos de compatibilidade para sua câmera e o tipo de vídeo que irá gravar. 

Investir em um cartão de memória de alta qualidade é essencial para garantir que você possa preservar seus trabalhos e arquivos de vídeos pessoais com mais segurança e tranquilidade.

Saiba que determinados modelos de câmeras nem sempre são compatíveis com os mais avançados modelos de cartões de memória.

Por isso, leia o manual da câmera e entenda as especificações necessárias para poder avaliar as características que atenderão suas necessidades da melhor forma possível.

Aprenda a Criar Seus Próprios Vídeos de Maneira Profissional Hoje Mesmo!

Deixe seu comentário
Pular para o conteúdo