ConceitosPara EdiçãoPós-Produção

Produção Audiovisual: O Que é Pós-Produção?

A pós-produção é uma das etapas mais criativas do processo de produção de vídeos é e a última das três mais importantes. Entenda aqui.

Pós-produção é a terceira etapa do processo de criação artístico de um produto audiovisual. Logo após o término da etapa de Produção, o editor passa a ser o foco das atenções.

Apesar de ser o responsável pela “junção” de todo material que fará parte do vídeo final como imagens, sons, efeitos visuais, grafismo, etc, ele dependerá da colaboração de outros profissionais para que cada um entregue sua peça do quebra-cabeça.

Nesta etapa, todo material de vídeo gravado deverá ser entregue ao editor e seu assistente (quando houver) onde deverão seguir para a ilha de edição (um computador de alto desempenho) para armazenar todos os arquivos brutos de vídeo e áudio e dar início à organização, decupagem, cortes, edição, inclusão de efeitos sonoros e visuais (quando houver), correção/gradação de cor e finalização do arquivo final.

O processo criativo

Existem algumas regras de edição que o editor deverá ter em mente para que possa montar as cenas numa sequência lógica e compreensível para quem assiste.

Não apenas a sequência narrativa do conteúdo em si, mas os ângulos de câmera que devem ser respeitados durante a gravação e editados de forma correta como, por exemplo, a regra dos 180°, a continuidade das cenas, utilização de transições em excesso, a ausência delas, entre outras.

A pós-produção é um trabalho extremamente delicado e artístico, já que profissionais da área do audiovisual consideram o papel do editor um dos mais importantes em toda produção.

É ele que, junto com o diretor, decidirá quais cenas poderão ser retiradas do vídeo final, a ordem em que aparecerão e o “ritmo” do vídeo.

Claro que, isso tudo com a aprovação do diretor na sala de edição ou através de notas feitas pelo diretor ou assistente durante as gravações.

Nem sempre uma produção dispõe exclusivamente de um editor. Em muitas produções, o próprio diretor faz o papel de editor do vídeo.

Sistema de Pós-Produção

A montagem da edição

Na etapa de pós-produção, o editor terá em mãos o roteiro do vídeo onde estarão todas as cenas descritas e a ordem em que aparecerão. Mas nem sempre essa ordem é seguida conforme o roteiro.

Caso o editor entenda que alguma cena ou sequência deva aparecer antes ou depois do estabelecido no roteiro, ele poderá alterá-la e apresentá-la ao diretor para que as decisões sejam tomadas em conjunto.

Ao finalizar a edição, o editor deve entregar o material final ao diretor ou responsável para que possa assisti-lo e avaliar a necessidade de eventuais alterações no vídeo antes da exportação final do arquivo, ou seja, para qual tipo de tela ele será exibido, se YouTube (e similares), TV, celulares, cinema, entre outros.

Algumas vezes, o tempo de edição poderá superar o tempo de gravação e pré-produção juntos, dependendo da sofisticação requerida para o vídeo final.

Seleção das cenas, inclusão de efeitos sonoros, legendas, grafismo, correção de cor, animações, ajustes de chroma key, revisão do vídeo, tempo de desempenho do(s) computador(es) de edição, entre outros fatores, poderão levar dias, semanas e até meses para serem finalizados para vídeos/filmes que foram gravados em poucos dias.

Porém, atualmente, com o avanço de modernos sistemas de edição, está ficando cada dia mais rápido e prático a utilização de ferramentas que ajudam o editor a acelerar seu processo de pós-produção sem comprometer a qualidade e o prazo de entrega.

Hollywood vem sofrendo uma mudança nos hábitos de editar e compor efeitos visuais em suas produções.

Sistemas de edição como Avid Media Composer, Final Cut Pro e Adobe Premiere Pro e de efeitos visuais como Cinema 4D e Adobe After Effects vem ganhando espaço cada vez maior entre os grandes estúdios por oferecerem ferramentas cada vez mais práticas, sofisticadas e rápidas.

E mesmo não sendo uma produção de Hollywood, você também poderá utilizar essas mesmas ferramentas graças à redução dos custos de utilização deste tipo de programa.

Alguns softwares como os do pacote Creative Cloud da Adobe podem ser adquiridos por uma mensalidade fixa e utilizados na “nuvem”, acessíveis em qualquer lugar onde haja uma conexão de Internet rápida.

Mas se mesmo assim você preferir editar seus vídeos em programas mais simples e com custo ainda mais reduzido, o aplicativo Photos para Windows 10 e o iMovie da Apple oferecem recursos que podem ajudá-lo a produzir seus vídeos de uma forma mais simples, além de poder encontrar inúmeros tutoriais espalhados pela Internet.

Finalização do vídeo

Após a edição, o editor deverá finalizar o vídeo, ou seja, exportar todo o trabalho para que tudo que esteja dentro do programa de edição se torne um único arquivo de vídeo final.

Ele deverá conhecer diferentes formatos e extensões, codecs, resoluções de imagem e sobre qualidade de áudio, além de saber quais os requisitos necessários que cada meio de exibição requer (aspecto de imagem, tipo de arquivo, etc.).

Para vídeos que serão exibidos na Internet, é importante ficar atento aos sites que hospedam vídeos, pois, para economizarem espaço em seus servidores e tornarem o vídeo mais “leve” para quem assiste (e leve menos tempo para carregá-lo), eles acabam comprimindo o arquivo, ou seja, reduzem sua qualidade automaticamente assim que o vídeo começa a entrar em seus servidores.

Para minimizar estes efeitos, o YouTube, por exemplo, disponibiliza em seu site um guia sobre as melhores práticas para enviar vídeos na plataforma. Assim como YouTube, o Vimeo também oferece os melhores requisitos de compressão para envio de vídeos.

Conclusão

Planejar a etapa de pós-produção também faz parte do trabalho quando começamos a criar nossos próprios vídeos. Seja em um computador de alto desempenho, no celular ou em um laptop capaz de processar as imagens de forma precisa, é importante conhecer os princípios básicos desta técnica quando estiver gravando vídeos e poder “enxergar” possíveis cortes que podem ser feitos já no momento da gravação.

Ao editar com frequência, notará que o processo ficará mais dinâmico e passará a economizar tempo na criação do projeto.

Aprenda a Criar Seus Próprios Vídeos de Maneira Profissional Hoje Mesmo!

Deixe seu comentário
Pular para o conteúdo